fbpx

Drones e imagens térmicas: saiba como podem ajudar na construção civil

A geração de imagens térmicas — ou o uso de câmeras infravermelhas — é uma tecnologia que vem se mostrando cada vez mais presente na construção.

Isso se deve ao fato de que, quando o objetivo é projetar estruturas energeticamente eficientes ou encontrar vazamentos, a termografia é o processo mais eficaz que existe.

Trata-se de usar a temperatura de um objeto para produzir uma imagem. A quantidade de radiação infravermelha emitida e refletida por objetos ou pessoas é detectada e medida para a renderização de produtos visuais.

Uma câmera térmica faz uso de um dispositivo conhecido como microbolômetro, que retira essa energia fora do alcance da luz visível e a projeta de volta para o visualizador, como uma imagem claramente definida.

A fim de torná-la ainda mais completa, os drones têm sido a principal ferramenta prática adotada na termografia.

Portanto, no conteúdo a seguir, você verá um pouco mais sobre essa metodologia de captura de imagens e seus benefícios para a Construção Civil. Continue a leitura!

Como funciona a termografia?

A termografia é capaz de ler os diferenciais de temperatura em uma área definida.

Com uma câmera térmica acoplada a um drone, você pode ler uma assinatura tão pequena quanto uma caixa elétrica ou tão grande quanto um envelope de construção, nas mais variadas regiões.

A melhor leitura normalmente é obtida em climas quentes, mais especificamente ao entardecer.

Mas, se o clima for frio, o recomendado é criar uma grande diferença de temperatura entre o interior e o exterior da área analisada.

O material da região monitorada também tem um impacto na imagem. A termografia funciona bem com:

  • placas compósitas;
  • fibras orgânicas;
  • poliestireno;
  • isolamento de placa rígida comercialmente disponível.

Por outro lado, tendem a produzir imagens difíceis de serem lidas e de pouco valor:

  • pavers de concreto;
  • telhados metálicos altamente refletivos;
  • construção leve;
  • gesso.

Como usá-la?

Vamos exemplificar seu uso quando a missão é encontrar umidade presa em painéis de metal. Nesse caso, um telhado absorve calor.

À medida que o sol se põe e as temperaturas diminuem, as áreas molhadas liberam calor mais lentamente do que as secas.

A diferença de temperatura é demonstrada pelas variações na cor da imagem.

Usando o termograma — uma representação visual das variações de temperatura detectadas no campo de visão da câmera —, é possível identificar onde a água pode ter vazado através do telhado e no isolamento.

Caso esteja usando a câmera térmica ao ar livre, precisa prestar atenção em determinados fatores climáticos que podem influenciar as temperaturas da superfície externa.

Contudo, tenha sempre em mente que ela não mede diretamente a temperatura, mas sim a energia térmica irradiada.

A temperatura é derivada da quantidade de energia detectada.

Além disso, não é fornecida uma visão de raios X, o que significa que é impossível procurar itens ou pessoas a partir de paredes, portas ou outros obstáculos.

Quais são os benefícios das imagens térmicas para a Construção Civil?

A lista de vantagens é extensa. Ao utilizar os drones para aplicar a termografia nos meios de construção, será possível detectar o isolamento térmico, realizar inspeções no canteiro de obras e identificar perdas de energia pontuais.

Por se tratar de um método não invasivo, executado por um equipamento leve e portátil, encontrar problemas enquanto ainda são pequenos se torna muito mais fácil.

Segurança aérea

Se antes eram consideradas um privilégio de patrulhas fronteiriças e outras agências governamentais (ou relacionadas), hoje as instalações industriais e áreas de construções estão usando o poder das câmeras térmicas para proteger suas equipes e seus valiosos recursos.

O vandalismo é a maior ameaça e à integridade das instalações públicas e privadas.

Um programa abrangente de segurança que utiliza câmeras de imagens térmicas é a chave para a proteção de ativos e a mitigação de riscos.

A termografia expõe ameaças escondidas na escuridão, ocultas por condições climáticas adversas e veladas por obscurantes como poeira, nevoeiro e fumaça.

Diagnósticos em edifícios

O diagnóstico de edifícios é uma das primeiras áreas em que a termografia foi comercialmente utilizada.

Como vimos, uma câmera térmica é capaz de descobrir vários defeitos de construção que não podem ser vistos a olho nu.

Os problemas mais frequentemente descobertos dizem respeito às pontes térmicas, às fugas de água e à impermeabilização.

Até recentemente, eram adotados dispositivos manuais durante as inspeções, que são perfeitos para medir interiores.

No entanto, na medição de exteriores, mapear toda a superfície da construção era mais complicado, já que a maior parte do telhado não é facilmente acessível. Com os drones, essa dificuldade é eliminada.

Detecção de vazamento de ar

Além do telhado, é possível visualizar um diferencial de temperatura ao redor de janelas, portas e outras aberturas em edifícios, para verificar se há vazamento de ar com as imagens térmicas.

Se usado para mapear o sistema HVAC — Aquecimento, Ventilação e Ar-Condicionado, em português —, é possível identificar variações de temperatura que indicam a saída de ar do sistema, sendo que o maior uso de energia permite manter a temperatura desejada.

Mapeamento de problemas elétricos

O uso da termografia (imagens térmicas) com drones no sistema elétrico é uma maneira simples de verificar se há circuitos sobrecarregados, falha do rolamento do motor, problemas com a distribuição de eletricidade e até conexões soltas na construção.

Em uma conexão solta, a sujeira é o primeiro sinal de que algo está errado.

Ela aumenta a resistência e o circuito começa a superaquecer. Se um motor estiver falhando, a caixa começará a aquecer. Caso não sejam verificados, ambos os casos podem resultar em falha de energia ou incêndio.

Identificação de falhas de instalação

Outra vantagem da termografia com drones é a possibilidade de conferir se há a instalação adequada do isolamento, pequenos ninhos de animais e vazamentos de encanamento.

Também é possível identificar áreas que exigirão manutenção em breve.

Assim, o conserto é feito a tempo de evitar a inatividade e, consequentemente, incêndios.

Essa tecnologia é capaz de digitalizar envelopes de edifícios inteiros para rastrear a perda de energia — um método mais eficiente do que esperar pela conta da concessionária.

Com a geração de imagens térmicas a partir dos drones, torna-se viável perceber as diferenças de temperatura e saber quando fazer reparos nos canteiros de obras antes que o problema fuja do controle.

Esse monitoramento pode ajudar a evitar incêndios e falhas de energia, além de acompanhar a instalação do isolamento.

Gostou deste artigo? Então, não deixe de assinar nossa newsletter para receber outros conteúdos incríveis diretamente em seu e-mail!

O que você acha disso? Deixe aqui a sua opinião!

Endereço

  • Manutenção e Vendas: CLN 208 Bloco B loja 45
  • Escritório: SRTVS Quadra 701 Ed. Palácio do Rádio nº130
  • (61) 3222-1802
  • (61) 99616-5117

REDES SOCIAIS

Assine a Newsletter

Tudo sobre Drones, assine e não se arrependa!




MultiDrones © 2012 - 2018. Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por WOHO MKT

Minimum 4 characters