fbpx

Saiba como empresas têm inovado com drones em novos serviços

A alta competitividade em todos os mercados, seja na venda de bens ou na prestação de novos serviços, é o principal fator que motiva a busca constante por diferenciais.

Os drones se enquadram exatamente nessa função, já que conferem agilidade aos processos e permitem acesso a locais perigosos ou anteriormente impossíveis de serem visitados.

Essa flexibilidade, aliada a todas as funcionalidades adquiridas por inovações cada vez mais surpreendentes, faz com que os Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs) sejam os equipamentos preferidos no mercado para garantir a eficiência ou a execução de novos serviços.

Quer conhecer um pouco mais sobre a aplicação desses equipamentos incríveis? Continue a leitura!

Entrega de medicamentos

A entrega de remédios e outros insumos médicos, principalmente em áreas sem acessibilidade, de conflitos ou tomadas por doenças contagiosas e epidemias, sempre foi dificultosa.

Essa demanda fez com que órgãos de ajuda humanitária e governos começassem a utilizar os drones para facilitar o processo.

Com o reconhecimento de uma boa fatia de mercado, algumas companhias passaram, então, a testar essa aplicação em áreas povoadas.

A empresa de logística DHL, por exemplo, testa entregas emergenciais de insumos médicos e hospitalares em uma comunidade alemã, sendo pioneira nessa estratégia de relacionamento com o consumidor final — e promete oferecer o serviço também a centros urbanos em breve.

Inspeção

São diversas as aplicações relacionadas a esse filão de mercado.

Existem empresas que utilizam drones para inspeções termais, em que um sensor específico localiza, por exemplo, áreas caloríficas excessivas em obras, que poderiam prejudicar a integridade do projeto.

Já a EasyJet utiliza VANTs para produzir imagens e vídeos em alta definição de suas aeronaves e avaliar os possíveis danos causados em sinistros ou durante o voo em todo o mundo.

Existem, ainda, companhias como a Shell, que já adota drones equipados com sensores de gás em algumas usinas de energia da Europa.

O objetivo é realizar verificações em processos e garantir maior segurança a seus procedimentos.

Socorro a vítimas

O drone também pode ser útil para salvar vidas.

Em janeiro de 2018, o equipamento foi usado para arremessar uma boia inflável que garantiu tempo e fôlego a dois jovens que se afogavam em uma praia na Austrália até a chegada dos bombeiros.

Segundo as autoridades locais, o drone finalizou o procedimento em apenas 70 segundos, enquanto uma mobilização de salvamento por pessoas demandaria mais de cinco minutos.

Essa agilidade é essencial para garantir o sucesso das operações.

Ainda por meio dos drones, é possível identificar com mais facilidade a presença de tubarões junto aos banhistas e avaliar o nível de perigo das ondas ou da profundidade de alguns locais.

Outro uso que tem expandido a funcionalidade de socorrista dos drones é como reanimador para pessoas que sofreram ataques cardíacos.

Segundo um estudo do Instituto Karolinska, da Suécia, publicado pelo Journal of the American Medical Association, um VANT equipado com um desfibrilador alcança o doente em média 16 minutos antes de um serviço de emergência.

Tal rapidez é essencial na ressuscitação cardiopulmonar, pois cada minuto após o colapso reduz as chances de sobrevivência em até 10%.

Por isso, como não pode transportar um profissional da saúde, o equipamento conta com conexão por vídeo e áudio livestream, recursos que permitem aos médicos orientarem pessoas próximas quanto aos primeiros procedimentos.

Uso recreativo

Outra expectativa é que os drones sejam usados em atividades rotineiras e de forma recreativa.

O acessório de smartphones próprio para fazer selfies, que evita que as pessoas tenham de estender os braços para tirar fotografias, é um dos exemplos.

Além disso, o uso tradicional em fotos e filmagens de eventos, como casamentos, formaturas e festas ao ar livre, ainda continua em alta.

Trata-se também de um aparelho que é largamente usado por jornalistas para as matérias em locais de difícil acesso.

Entregas de produtos e alimentos

Sem dúvida, a entrega de produtos e alimentos é a mais popular das aplicações dos drones em novos serviços. Muitas empresas já testam a viabilidade desse uso como um diferencial, que traz a redução dos prazos de entrega como vantagem da agilidade do equipamento — capaz de atingir velocidades de 55 km/h e não enfrentar problemas de trânsito.

A pioneira nessa aplicação é a Amazon, que desde 2013 testa o uso de drones para entregar seus produtos. Chamado Prime Air, o projeto conta com uma infraestrutura para receber os drones após as entregas e organizar o centro de distribuição.

A empresa afirma que pode transportar até 2,27 kg.

O drone, apesar de não enfrentar condições climáticas adversas, conta com uma tecnologia que identifica obstáculos e realiza o desvio tanto no espaço aéreo quanto no chão para entregar o produto na casa do cliente em até 30 minutos.

Já os dispositivos que trabalham como garçons entregam os alimentos até uma estação de trabalho para que, então, os funcionários possam levá-los aos clientes.

Isso facilita o trabalho de ida e vinda da cozinha.

O drone recarrega sua bateria automaticamente enquanto a comida fica pronta e voa equipado com tecnologia sense-and-avoid, sonar e sensor infravermelho, que evitam possíveis colisões.

Essa tecnologia, além de atrair uma clientela mais curiosa, permite que os garçons reais interajam com o público do restaurante sem deixarem o trabalho em segundo plano.

Isso proporciona uma experiência diferenciada e, ainda, facilita o trabalho na rotina organizacional.

Lançamento de defensivos agrícolas

Existem inúmeros novos serviços que utilizam drones para aumentar a eficiência dos processos e facilitar o trabalho humano. Os VANTs ainda podem ser adotados para espalhar defensivos agrícolas exatamente na parte da lavoura que demanda cuidado, evitando que o veneno seja espalhado por uma área desnecessária.

Os novos serviços são grandes oportunidades para se especializar e aproveitar toda a demanda que ainda há de surgir e aumentar consideravelmente.

As empresas precisam se adequar diariamente, mas os operadores e profissionais que realizam a manutenção dos drones também devem se adaptar.

Agora que já conhece os novos serviços de drones, que tal aprender um pouco mais sobre esse mercado de manutenções no artigo que selecionamos especialmente para você? Boa leitura e até a próxima!

Minimum 4 characters
%d blogueiros gostam disto: