fbpx

Volumetria: como fazer o cálculo de volume na mineração de forma otimizada?

O uso de tecnologia na mineração é essencial para aprimorar e agilizar alguns processos. Atualmente, este ramo da indústria tem investido na aplicação de ferramentas modernas, como os veículos autônomos, drones, softwares de gestão da informação, tecnologias para redução do desperdício, entre outros, com o intuito de trazer mais segurança, produtividade e eficiência ao negócio.

Os drones, especificamente, podem ser utilizados em diversas tarefas desse ramo, pois são dispositivos que fornecem uma perspectiva muito mais ampla de um local, além de facilitarem o acesso às áreas que oferecem riscos aos colaboradores, por exemplo. Na mineração, essas vantagens podem contribuir com diferentes processos, como a volumetria.

No artigo de hoje, vamos te explicar como é feito o cálculo de volume nas mineradoras e de que forma ele poderá ser otimizado com uso de equipamentos tecnológicos, como os drones.

O que é volumetria?

A volumetria, ou cálculo volumétrico, é uma técnica utilizada para medir volumes de pilhas de uma grande quantidade de materiais. Pode ser utilizada em diversos setores industriais, tais como a agroindústria, durante a quantificação de grãos, a construção civil, para avaliar movimentações de terra, ou a mineração, para mensurar as pilhas de minério. Tem grande importância nesse último ramo, pois é utilizada para medir o estoque do que é produzido e controlar o que é desperdiçado.

Na mineração, o minério extraído é armazenado em grandes quantidades, o que complica bastante a pesagem (com o uso de balanças) para quantificação do material. Além disso, a medição é necessária para planejar a logística do transporte até os clientes — nacionais ou para exportação.

Assim, essa técnica funcionará como uma forma de estimar a quantidade dos materiais sem que haja necessidade de pesá-los.

Como é feito o cálculo de volume na mineração?

Entre os métodos mais comuns para se realizar essa medição estão a topografia e a aerofotogrametria. Saiba mais sobre cada uma:

Levantamento topográfico convencional

Normalmente, na análise topográfica para mensurar volumes de minérios é feita a aferição de pontos notáveis e, em seguida, traçada a geometria do empilhamento para o cálculo. Essa metodologia garante uma precisão maior na coleta de medidas das pilhas e, consequentemente, do volume.

No entanto, a precisão é descompensada pelo tempo necessário para execução da atividade. Isso porque, para realizar a técnica, o topógrafo precisa acessar os locais das pilhas e demarcar os pontos, além de ficar exposto aos riscos de acidentes com os equipamentos que trabalham na manipulação do minério.

Algumas empresas utilizam softwares de levantamento topográfico para auxiliar nessa tarefa. Mas, apesar de esses sistemas armazenarem os dados coletados em campo, processarem os cálculos e emitirem os relatórios, não calculam o volume automaticamente sem a coleta de dados.

Aerofotogrametria

Esse processo consiste no levantamento do volume de minério por meio de veículos aéreos, geralmente não tripulados (VANT), equipados com um sensor fotográfico que registra imagens dos locais onde está armazenado o material.

A partir disso, um sistema processa as fotografias e gera nuvens de pontos, formando uma planta cartográfica computacional. Com a ferramenta, é possível selecionar a área da qual deseja-se conhecer o volume e obter o valor já calculado, dependendo do sistema. Geralmente, é realizado um planejamento de voo para o veículo que será utilizado na aerofotogrametria, de forma a se obter uma coleta de dados mais precisa e eficaz.

Quais os benefícios da utilização de drones na volumetria?

Os drones estão sendo cada vez mais aplicados nas mais diversas áreas de atuação e ambientes de trabalho, usados para inspecionar o andamento de construções, para auxiliar a polícia no monitoramento de grandes eventos e até para acompanhar o transporte de pessoas e mercadorias.

No caso da mineração, essa ferramenta pode trazer muitos benefícios para o cálculo de volume com a técnica de aerofotogrametria. Confira, a seguir, alguns desses benefícios. Comece pelo vídeo auto explicativo abaixo.

Tempo de operação

Em todos os campos em que são utilizados, a maior vantagem dos drones está sempre na agilidade de realização das tarefas. O drone é um dispositivo que possui uma boa autonomia de voo, permitindo sobrevoar e registrar grandes perímetros em uma única viagem, além de alcançar velocidades relativamente altas.

Ao utilizar drones para calcular volumes de minério, a empresa poderá realizar essa tarefa de forma muito mais ágil e completa, abrangendo áreas maiores em menos tempo, ultrapassando bastante os métodos de levantamento topográfico convencionais.

Redução de custos

No levantamento planialtimétrico topográfico, é necessário ter uma equipe especializada para execução das atividades. Esse fator implica custos elevados de contratação e treinamento para essa mão de obra específica ou para contratar uma empresa terceirizada que se encarregue dessa função.

Com a utilização dos drones no cálculo volumétrico, a empresa poderá treinar apenas uma pessoa para operação do equipamento, que também poderá guiá-lo em outras atividades, reduzindo-se, assim, o custo com mão de obra.

Além disso, com a alta produtividade oferecida pela tecnologia, será necessário menos tempo para execução do cálculo e, consequentemente, menor necessidade de destinar recursos financeiros à operação.

Segurança e saúde do trabalhador

O drone é uma alternativa leve e pequena para acessar e sobrevoar lugares que, muitas vezes, expõem pessoas a riscos de acidentes.

No caso dos cálculos de volumetria convencionais, os topógrafos muitas vezes acessam as plantas de armazenamento de minério e até escalam as pilhas para marcação dos níveis.

Nessas áreas, no entanto, há grande movimentação de equipamentos pesados que podem comprometer a segurança dos colaboradores, além de haver impurezas suspensas no ar que prejudicam a saúde da equipe.

A utilização do drone, nesse caso, evita que ocorra essa exposição do trabalhador ao risco, garantindo a eles mais integridade física e salubridade, além de agregar valor humano à empresa.

Não é difícil entender o quanto o uso do drone pode contribuir para os processos internos de uma mineradora. A versatilidade desse equipamento garante sua aplicação em tarefas variadas, com mais rapidez e simplicidade.

Viu como o cálculo de volume pode ser otimizado? Se você gostou desse tema e gostaria de saber mais sobre a relação entre drones e a mineração, siga a as nossas páginas nas redes sociais! Estamos no FacebookTwitter e LinkedIn.

O que você acha disso? Deixe aqui a sua opinião!

Endereço

  • Manutenção e Vendas: CLN 208 Bloco B loja 45
  • Escritório: SRTVS Quadra 701 Ed. Palácio do Rádio nº130
  • (61) 3222-1802
  • (61) 99616-5117

REDES SOCIAIS

Assine a Newsletter

Tudo sobre Drones, assine e não se arrependa!




MultiDrones © 2012 - 2018. Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por WOHO MKT

Minimum 4 characters