fbpx

Como está o mercado de manutenção de drones?

Com inúmeras aplicações ainda não exploradas, o mercado de manutenção de drones no Brasil tem muito mais a oferecer do que apenas entretenimento. A partir dos VANTs — Veículo Aéreo Não Tripulado — é possível fazer inspeções em produções agrícolas, canteiros de obras, realizar mapeamento geográfico e até auxiliar o setor público.

Como se não bastasse, esses equipamentos ganham novas funções constantemente. Ou seja, é uma área do mercado que está em ascensão, com promissoras oportunidades para o surgimento de novos negócios e novas vagas de emprego. Definitivamente, é um setor que vale a pena acompanhar de perto.

No conteúdo de hoje faremos um apanhado geral sobre essa fatia do comércio, mostrando as principais informações acerca de suas previsões de desenvolvimento. Portanto, continue acompanhando este artigo para ter uma noção mais aprofundada dos drones. Confira!

Taxas de crescimento

Ao contrário da maioria dos empreendimentos, o comércio de drones — assim como outros setores da tecnologia — tem conseguido vencer a crise econômica e expandir seu território. Como dito inicialmente, novos negócios surgem todos os dias, sobretudo prestadoras de serviços e fabricantes de pequeno e médio porte.

Segundo a ABI Research, uma grande empresa de tecnologia e inovação, o crescimento anual do mercado de drones é de 32%. Os dados da companhia ainda mostram mais conquistas: nos próximos anos, a previsão de ganhos gira em torno de 30 bilhões de dólares, com cerca de 3 milhões de VANTs comercializados por ano.

Projeções do mercado de manutenção de Drones

Tais projeções para o mercado de manutenção de drones são baseadas na situação atual; em 2017, o setor gerou uma receita global de mais de 6 bilhões de dólares, o que representa um crescimento de 34% em relação ao ano anterior.

São dados como esse que embasam as previsões positivas para o comércio. Até 2020, pode-se esperar uma porcentagem ainda maior em comparação a 2016: o crescimento antecipado é de 5% a mais, representando cerca de 5 bilhões de dólares extras.

Principais concorrentes

Por se tratar de uma tecnologia recente, o número de empresas especializadas na manutenção desses equipamentos ainda é reduzido. O fato de não existirem muitos fabricantes nacionais do produto — forçando a importação da maioria dos modelos — também contribui para essa escassez.

Contudo, conforme explicitado mais acima, essa realidade vem se modificando e as previsões são promissoras. Apesar de poucas, algumas empresas já conseguiram ganhar um certo renome no setor, como a MultiDrones, a Dronestore, a Futuriste e a CallDrone, o que gera confiança para novos empreendimentos se despontarem diariamente.

Preços praticados

Os valores praticados no mercado de manutenção de drones variam bastante de modelo para modelo. Isso é uma consequência da forma como o produto chega aos país — como abordamos nos tópicos anteriores, a maioria deles são importados. Taxas como ICMS, imposto de importação, frete e o valor do dólar influenciam diretamente no custo final.

Existe ainda a variação entre os produtos em si, que ocorrem de acordo às suas funcionalidades e finalidades. Os drones mais baratos e mais simples, voltados para tarefas básicas como registro audiovisual, podem ser encontrados por volta dos R$1.300,00.

Já os mais caros, com a capacidade de realizar tarefas mais complexas, como inspeções termográficas e volumetria, podem ser encontrados na faixa dos R$15.000,00. Mas, este ainda não é o preço máximo do equipamento; alguns deles podem custar até R$900.000,00.

Regulamentação de veículos

Durante algum tempo, expandir as possibilidades de negócios com os drones era dificultado em vários aspectos. Ainda não havia uma regulamentação completa que, apesar de não obstruir seu uso e comercialização, limitava a sua capacidade de utilização. Os equipamentos podiam executar certas funcionalidades e outras não.

Felizmente, os donos e comerciantes de VANTs já podem contar com o suporte e proteção da ANAC — Agência Nacional de Aviação Civil —, órgão responsável por regulamentar esses produtos. Além de garantir a qualidade e segurança dos drones, a entidade ainda exige uma habilitação para aqueles que desejam adquiri-lo.

Ingresso no segmento

Para entrar no mercado de manutenção de drones, seja como profissional ou comerciante, é necessário o mínimo de conhecimento para que erros de iniciantes não sejam cometidos. É importante conhecer as regras de segurança e os processos de manuseio e cuidados do equipamento para garantir a integridade tanto de quem está pilotando quanto do VANT.

Foi a partir dessa necessidade de haver uma certificação dos portadores que cursos técnicos são criados periodicamente. Neles, o indivíduo aprende como trocar peças, motores, placas, manusear o sistema inercial etc.

Existem ainda agências capacitadas em toda essa parte de manutenção, o que auxilia os comerciantes na revisão de um grande número de drones, além de ajudar na instrução de novos especialistas no setor de manutenção.

Especializações

Assim como qualquer outro setor comercial, existem diferentes ramos de atuação para os interessados nos VANTs. Por se tratar de uma inovação tecnológica em crescimento, as oportunidades de carreiras são maiores quando comparadas a outros segmentos.

E não são só as especialidades que possuem um amplo leque de opções; como esse é um equipamento altamente adaptável, possibilita sua utilização em inúmeros setores como o militar, o industrial, o setor de agricultura, cinegrafia, fotografia etc.

As profissões, então, vão de técnico de manutenção, operador de carga, piloto, analista de imagens, construtor, consultor de tecnologia, entre outras formações. Todas elas envolvem um alto investimento, mas, em compensação, trazem retornos ainda maiores.

Retorno financeiro

Como você viu acima, o investimento no mercado de manutenção de drones é um pouco elevado em relação aos demais setores, assim como qualquer empreendimento tecnológico. Entretanto, as vantagens e oportunidades ganhas em troca compensam demais qualquer dinheiro investido.

Um treinamento adequado diminuirá os riscos de manuseio do equipamento e uma especialização amplia o conhecimento sobre o assunto e as possibilidades de networking.

E falando especificamente de dinheiro, exemplificaremos da seguinte forma: para se tornar um piloto de VANT, a curva de aprendizagem é de até 1 ano e a média de investimento é de R$12.000,00 totais. Em retorno, para cada dia de trabalho, o piloto recebe em média R$1.000,00.

Segundo a ANAC, o mercado de manutenção de drones é um setor que está avançando contra todas as estatísticas atuais numa realidade de crise econômica no país. A cada dia, novas empresas abrem as portas para atender uma alta demanda.

Bom, agora que você está por dentro do mercado nacional de drones, compartilhe conosco suas experiências e expectativas acerca deste segmento deixando seu comentário abaixo!

Endereço

  • Manutenção e Vendas: CLN 208 Bloco B loja 45
  • Escritório: SRTVS Quadra 701 Ed. Palácio do Rádio nº130
  • (61) 3222-1802
  • (61) 99616-5117

REDES SOCIAIS

Assine a Newsletter

Tudo sobre Drones, assine e não se arrependa!




MultiDrones © 2012 - 2018. Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por WOHO MKT

Minimum 4 characters