fbpx

9 coisas que você precisa saber antes de pilotar um drone pela primeira vez

Pilotar um drone pode parecer uma tarefa difícil para muitos, mas é relativamente simples, pois muitos modelos têm instruções fáceis, sendo necessário apenas baixar o app do equipamento no celular, montar as hélices na máquina e controlá-la remotamente por aplicativo e pelo controle manual.

Inclusive, para iniciantes, alguns oferecem modo básico de voo, que restringe a altitude e a distância percorrida. O pouso também pode ser programado e, se a bateria acabar, o equipamento retorna para o ponto de partida.

Existem ainda os drones que são equipados com modos inteligentes, que permitem o voo apenas em pontos específicos, mantendo sempre a mesma distância e altitude, ou percorrendo direções predeterminadas.

Mas a melhor forma de se aprender é com a ajuda de profissionais, assim como o jeito mais seguro de pilotar um drone pela primeira vez é sabendo quais são as devidas precauções de voo. Siga nossas 9 dicas e se torne também um profissional!

1. Pesquise sobre as regulações da aeronáutica

Por meio da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Aeronáutica é responsável pela regulação do espaço aéreo nacional, o que inclui regras para o uso de drones (qualquer objeto que se desprenda do chão e seja capaz de se sustentar na atmosfera) especificadas na Portaria DAC Nº 207, que deve evoluir conforme o desenvolvimento do setor, e cuja proposta tem como objetivo viabilizar as operações e manter a segurança dos usuários.

Essas regras têm como base uma divisão dos drones em 3 classes, conforme características de peso, que complementam os atos normativos do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Seguem algumas determinações:

  • o registro de drones com mais de 250 gramas é obrigatório;
  • não são cobradas taxas de cadastro dos aeromodelos;
  • a idade mínima para operar drones é 18 anos;
  • é exigido seguro com cobertura de danos a terceiros para todos os RPA (Aeronaves Remotamente Pilotadas) das 3 classes, com exceção de órgãos de segurança pública e Defesa Civil;
  • atividades ilícitas e invasão de privacidade serão tratadas pelas autoridades competentes.

2. Entenda as funcionalidades do drone

Entenda as funções básicas do drone antes de pilotá-lo, leia atentamente o manual, assista a vídeos e pesquise na Internet: cada modelo tem suas funcionalidades e especificidades, como capacidade de carga de bateria, altura máxima alcançada, itens e recursos complementares, entre outras.

3. Inicie como principiante

Não tente se aventurar como se fosse profissional: tenha humildade e comece devagar, testando o funcionamento de todos os recursos individualmente:

  • antes de alcançar uma altura considerável, teste o drone em alturas mais baixas, para observar o funcionamento do aeromodelo e verificar possíveis falhas do equipamento;
  • drones têm um modo de estabilização de inclinação, que pode ser usado para controlar melhor as alterações da aeronave;
  • saiba que esse é um veículo que pode ferir gravemente as pessoas, portanto seja consciente;
  • pratique voos em áreas abertas, sem pessoas em proximidades e em locais gramados, para evitar a quebra de hélices em caso de queda.

4. Procure dicas com profissionais

Solicite o acompanhamento de alguém que já saiba como operar o equipamento, para que essa pessoa possa orientar com informações pertinentes, que levariam mais tempo para aprender caso fizesse isso sem ajuda.

Existem grupos de aeromodelismo e drones em redes sociais, e em aplicativos de mensagens. Participe de alguma dessas discussões em comunidades, para entender o que está sendo tratado sobre o assunto.

5. Escolha uma área de voo segura

Conheça o local no qual será realizado o voo, assegurando que seja em áreas abertas, amplas, com pouca presença de público e suficientemente distantes de localidades densamente povoadas.

Além disso, é preciso manter uma distância mínima de instalações elétricas e instituições sensíveis ao ruído, como hospitais e escolas. A propósito, de maneira alguma se aproxime de zonas de decolagem de aviões ou helicópteros, ou opere em local com cobertura.

6. Saiba quais serão as condições climáticas

Confira todas as condições climáticas e a possibilidade de ocorrência de intempéries, para que os drones não tenham seu voo prejudicado por fortes correntes de vento, chuvas ou granizo. Para isso, consulte aplicativos de previsão do tempo e evite também locais de baixa temperatura, que danifiquem os componentes da aeronave.

7. Confira as condições do drone

Olhe atentamente as condições físicas do drone e seus componentes, principalmente, se ele for adquirido de terceiros. Verifique fissuras, rachaduras, peças que estejam em falta, firmeza das asas, conexões, se a bateria e a câmera foram acopladas e não se soltam.

Durante o voo, o drone também pode sofrer alterações que precisam ser corrigidas antes da próxima utilização. Além disso, mesmo que tudo esteja visualmente correto, verifique a carga da bateria, inclusive das substitutas, para aproveitar ao máximo o voo e, ainda, para que a aeronave consiga pousar sem dificuldade.

8. Utilize recursos que facilitem o voo

Existem alguns componentes opcionais que podem auxiliar o voo até para profissionais, já que pilotar um drone é algo que, depois que se aprende, se realiza sempre: a possibilidade de FPV (First Person View, ou visão de primeira pessoa) é algo que ajuda nesse sentido: com uma câmera acoplada, um transmissor e um óculos com receptor de vídeo, é possível receber as imagens e voar como se estivesse dentro da aeronave!

9. Saiba que precisará fazer manutenções em algum momento

Realizar manutenções preventivas é muito mais seguro do que esperar que algum problema ocorra para tomar uma atitude. E, assim como qualquer equipamento com tecnologia, drones também precisam ser atualizados.

Nesse sentido, é fundamental garantir o update do firmware do seu drone, para que seja possível realizar correções de bugs que possam atrapalhar o voo ou contar com novas funcionalidades disponibilizadas pelo fabricante.

Pilotar um drone pode parecer fácil, mas é importante saber lidar com equipamentos dessa magnitude. Acima de tudo, ele requer responsabilidade, para que a segurança das pessoas não seja colocada em risco. Tendo isso em mente, conte com empresas especializadas, que firmem parceiras interessantes para o seu aprendizado e forneçam serviço de filmagens, manutenção e treinamento.

A MultiDrones é uma dessas empresas: situada em Brasília e em atividade desde 2013, tem clientes em todo o Brasil e já se consolidou como pioneira no mercado de serviços para operadores de drones. Entre em contato conosco e descubra o que podemos oferecer!

O que você acha disso? Deixe aqui a sua opinião!

Endereço

  • Manutenção e Vendas: CLN 208 Bloco B loja 45
  • Escritório: SRTVS Quadra 701 Ed. Palácio do Rádio nº130
  • (61) 3222-1802
  • (61) 99616-5117

REDES SOCIAIS

Assine a Newsletter

Tudo sobre Drones, assine e não se arrependa!




MultiDrones © 2012 - 2018. Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por WOHO MKT

Minimum 4 characters