fbpx

Entenda a importância do treinamento para pilotar drone

A usabilidade dos VANTs (Veículos Aéreos não Tripulados) tem aumentado a busca por empresas que oferecem treinamento para pilotar drone. Nesse sentido, essa capacitação deve atender às expectativas de quem utiliza o equipamento tanto para uso recreativo quanto para atuar no mercado de trabalho com maior diferencial.

De acordo com o relatório Clarity from above, da PwC (empresa polonesa de auditoria corporativa), o valor de mercado de empresas e soluções que utilizam drones em seus processos é de mais de US$ 127 bilhões.

O mercado de drones vive uma ascensão fenomenal, e esses dispositivos têm se tornado grandes aliados para negócios dos mais variados setores. Atualmente, são utilizados na construção civil, em inspeções agrícolas e térmicas, no mapeamento aéreo, para segurança e vigilância, para entregas de medicamentos, para acesso em áreas difíceis ou de alta periculosidade, na realização de salvamentos aquáticos, entre outros.

Essa quantidade de aplicações e o surgimento de uma gama de novas oportunidades em mercados completamente distintos exigem certa qualificação para operar o equipamento. A fim manter o compliance com órgão regulamentadores do setor e para não colocar em risco a vida das pessoas, a habilitação é exigida para pilotos de equipamentos com mais de 25 kg.

O objetivo deste post é mostrar como é a profissão de piloto, a importância de se realizar um treinamento para pilotar drone e como escolher o curso ideal para alcançar seus objetivos com esse equipamento. Confira!

Quais são as regras a que os pilotos estão submetidos?

A falta de preparo do condutor do equipamento pode ser um fator perigoso para todos que estão no mesmo local das operações.

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e a Anatel possuem legislações específicas para garantir a segurança das pessoas, que precisam concordar com o uso em um raio de 30 metros horizontais do local do voo e, principalmente, com aplicações acima de 120 metros do solo.

Além disso, com as novas regras estabelecidas pela ANAC, os drones só poderão ser usados se não forem completamente autônomos, ou seja, programados para voar sem a participação do piloto.

Quais são as características da profissão?

A profissão de piloto de drones permite ter maior autonomia sobre métodos de trabalho e horários. Apesar dessa liberdade, os profissionais precisam saber administrar bem seus negócios que, entre outros aspectos, demandam:

  • prospectar clientes;
  • gerir contratos;
  • reinvestir em novos cursos;
  • saber o momento certo para adquirir novos equipamentos e acessórios;
  • cobrar o preço certo pelo serviço prestado;
  • fidelizar o cliente;
  • reconhecer oportunidades de negócios em outros mercados;
  • avaliar seu desempenho.

Por meio do treinamento para pilotar drone, é possível aproveitar ao máximo a capacidade da aeronave e oferecer um serviço adequado aos clientes, que estão cada vez mais exigentes e percebem quando o profissional não apresenta documentos que confirmem sua habilidade de manusear um aparelho tão complexo e com tantas funcionalidades.

A remuneração média de um profissional que opera drones pode chegar a R$ 1.000,00 por dia. Por isso, é de extrema importância apresentar certificações que comprovem a capacidade do piloto, de modo exigir um pagamento adequado e justo pelo trabalho realizado.

Como escolher o melhor treinamento para pilotar drone?

Analise os diferenciais das aulas

Para escolher o melhor curso, é preciso ficar atento aos diferenciais oferecidos pelas empresas que disponibilizam o treinamento. Muitas delas oferecem temas teóricos, que abordam a história dos aparelhos, os tipos de drones e a legislação do setor. Esse conhecimento antecipado dos controles permite que o volume de ocorrências iniciais seja reduzido, além de facilitar a pilotagem do aluno em campo.

Apesar disso, é essencial que os profissionais também tenham aulas práticas, noções de aerodinâmica, robótica, administração, conhecimento para pilotar aeronaves de asa fixa e rotativa — conforme exigido pela nova legislação do setor — e, ainda, que saibam realizar a manutenção do equipamento, já que isso é de extrema importância para garantir a integridade do drone e das pessoas que estão por perto.

Isso permite que alguns problemas possam ser sanados pelo próprio piloto. Além disso, economiza tempo de trabalho e dinheiro e, principalmente, auxilia na manutenção preventiva do equipamento, o que evita problemas inesperados e ainda aumenta a vida útil do VANT.

Outro ponto importante na hora de escolher o treinamento para pilotar drone é optar por aquele que avalia o nível de conhecimento do condutor antes de disponibilizar os módulos de aprendizagem.

Verifique a licença dos instrutores

A licença dos instrutores e especialistas também é algo que precisa ser observado: é necessário que tenham profundo conhecimento na área.

Essa autorização para ministrar o curso deve ser concedida pela ANAC até mesmo para cursos a distância, que podem ser interessantes para as pessoas que já utilizam o equipamento no dia a dia, mas não possuem uma certificação reconhecida.

Já para aqueles que operam pela primeira vez, é imprescindível que o estabelecimento seja próximo para facilitar o deslocamento para aulas teóricas.

Considere o auxílio do curso para escolha de equipamentos

Um curso de qualidade também auxilia os profissionais na escolha dos equipamentos e das funcionalidades adequadas para cada aplicação. Isso porque nunca se deve comprar um equipamento sem especificar a fundo seu objetivo e sem conhecer as principais funcionalidades necessárias, visando aumentar o desempenho do aparelho e potencializar os resultados almejados.

Além disso, um bom curso fornece conhecimento sobre o software que será utilizado para realizar as atividades ou tratar imagens e vídeos obtidos e noções de tráfego aéreo, condições meteorológicas, comunicação aeronáutica, fundamentos de RFID (radiofrequência), entre outros.

Avalie o suporte para seu desenvolvimento profissional

Um treinamento para pilotar drone adequado deve oferecer suporte para o desenvolvimento profissional do participante e tranquilidade para que ele possa adentrar no mercado de trabalho com a certeza de possuir capacitação suficiente que não coloque em risco a integridade das pessoas envolvidas no projeto.

Essas habilidades profissionais são imprescindíveis para atingir um público de alto valor, mantê-lo fiel ao serviço e torná-lo divulgador para novos clientes. Por isso, é preciso estar bem informado sobre as mudanças no setor, principalmente relacionadas às novas tecnologias e à legislação. Com isso, as oportunidades de negócios podem ser aproveitadas sem comprometer a credibilidade do piloto no mercado.

Treinar por conta própria pode ser uma grande perda de tempo e de dinheiro. O indicado é efetuar um treinamento com uma empresa que possui grande experiência no mercado.

Nesse sentido, saiba aqui como a MultiDrones está transformando a vida das pessoas através dos seus treinamento.

Somos especializados em drones e disponibilizamos treinamento para pilotar drone adequado para ao seu objetivo. Acesse a nossa página e descubra agora mesmo.

Gostaria de receber aulas gratuitas sobre a manutenção e preservação do seu drone? Clique abaixo e saiba como.

 

Minimum 4 characters
%d blogueiros gostam disto: