fbpx

Missões de paz no Haiti. Como o exército está utilizando seus drones

Você sabia que o Brasil exerce o comando militar nas missões de paz, da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH), a convite das Nações Unidas, desde o ano de 2004 e é o principal contribuinte de tropas?

A missão mais latino-americana da história da Organização das Nações Unidas, contando com a participação de 13 países dessa região.

Para ajudar no desenvolvimento do país (além de contribuir militarmente à MINUSTAH) o Brasil tem buscado intensificar a cooperação técnica e humanitária com o Haiti.

Do ponto de vista da segurança, a missão brasileira tem sido um sucesso em reprimir gangues, que antes agiam livremente na capital, Porto Príncipe, sobretudo nos bairros de Belair, Cité Soleil e Cité Militaire.

O Brasil mantém firme compromisso com a estabilidade, com a segurança e com o desenvolvimento do Haiti e para isso tem utilizada do que há de mais novo em tecnologia de ponta: Veículos aéreos Não Tripulados (VANTs), popularmente conhecidos como drones.

No artigo de hoje, você vai entender como o Exército está usando drones na missão de paz do Haiti:

Como os drones estão sendo utilizados nas missões de paz no Haiti?

Como o drone tem uma visão aérea do território, ele está sendo usado para visualizar quais sãos os obstáculos que estarão à frente das tropas. Ou seja, o VANT é utilizado para adiantar os possíveis obstáculos que os oficiais possam enfrentar.

Segundo o major do Exercito Brasileiro e coordenador do projeto de uso de drones na Missão, Sérgio Matos, o drone é uma ferramenta de comando e controle, que auxilia o comandante do batalhão ou da fração específica com mais uma informação para que ele possa decidir qual é a melhor manobra e a melhor forma de coordenar os oficiais que estão na rua.

Quais são os benefícios da utilização de drones no Haiti?

Para o operador de drones do Exército Brasileiro, Gustavo Serio Buscher, nas operações de cadastramento, nos campos de deslocados que existem no Haiti, a característica da operação é verificar de uma posição elevada o terreno para garantir a consciência situacional do comando.

“Ou seja, como os oficiais tinham uma visão geral, não muito específica, o principal benefício do uso dos drones é a garantia de segurança da tropa é uma consciência situacional – para que o comando tenha mais informações para tomada de decisões corretas”, explicou Buscher.

Treinamento é primordial para a utilização precisa e correta dos drones

Para a utilização precisa e correta dos VANTs é primordial que o operador de drones passe por um treinamento efetivo fornecido por uma empresa idônea e respeitada no mercado.

A Multidrones, por exemplo, possui um programa de treinamento desenvolvido para o cliente que adquiriu o drone em qualquer versão e gostaria de aprender a explorar todos os recursos que o VANT oferece.

Dessa forma, o aluno se torna um piloto habilidoso com a segurança necessária para executar as suas atividades e ainda proteger os drones de possíveis baixas, ou seja, quedas.

Você acha que estaria apto a pilotar um drone durante uma missão de paz, como os oficiais do Exército Brasileiro fazem hoje no Haiti?

Caso contrário, clique aqui e conheça nosso treinamento para pilotos!